COMPARTILHE ISSO

Em agosto, os principais atletas do mundo irão competir em diversas modalidades esportivas durante os jogos do Rio. E os milhões de fãs de todo o mundo vão se conectar para acompanhar as provas e os resultados.rio2016

Diferente de outras edições, os jogos em 2016 não serão apenas assistidos, mas serão acompanhados em tempo real, por dispositivos móveis. Os fãs de esporte terão mais informação disponível na ponta de seus dedos do que jamais tiveram e vão querer se manter atualizados a cada novidade. E uma grande parte das conversas sobre os jogos vai acontecer no Facebook.

Uma pesquisa desenvolvida pela GfK e comissionada pelo Facebook buscou entender melhor como as pessoas planejam se conectar e se informar durante o evento, e descobriu que 63% dos entrevistados ao redor do mundo e 45% dos brasileiros interessados nos jogos do Rio planejam usar um dispositivo móvel para buscar notícias sobre o evento.

Veja aqui um infográfico com os principais resultados da pesquisa.

Digital e sob demanda

O estudo mostrou que 79% dos brasileiros entrevistados estão animados com os jogos, o que mostra que o Brasil tem um papel especial como anfitrião do evento. E, por conta da diversidade de dispositivos e da quantidade de informação disponíveis, a forma como os brasileiros interessados nos jogos do Rio vão acompanhar o evento mudou drasticamente com relação às edições anteriores:

  • 54% dos brasileiros estão planejando assistir a competição do Rio todos os dias;
  • 25% dos brasileiros pretendem assistir uma vez por semana;
  • 45% dos brasileiros vão usar dispositivos móveis para acompanhar o evento;
  • 41% dos brasileiros pretendem assistir aos replays dos jogos;
  • 39% dos brasileiros irão acompanhar as novidades ou conversas no Facebook;
  • 33% dos brasileiros vão assistir a vídeos no Facebook para se manterem informados sobre as novidades dos jogos.

Assistir esporadicamente aos jogos ou usar plataformas diferentes não significa que os brasileiros estarão menos engajados com a competição. As pessoas esperam uma experiência rica em seus dispositivos móveis para acompanhar os jogos, e o Facebook vai ser o local onde eles vão acompanhar os jogos enquanto conduzem suas atividades diárias.

As marcas devem oferecer melhores experiências para as pessoas

Seja por patriotismo ou pela emoção da competição, os jogos têm significados diferentes para cada pessoa. Os ganhadores e as histórias fascinantes que surgem durante as competições inspiram e mantêm engajados aqueles que assistem as competições. Uma grande quantidade de pessoas, e não só fãs de esportes, vão se conectar por conta dos jogos, o que oferece à marcas e anunciantes a oportunidade de se aproximar de seus públicos por meio de conteúdo relevante e experiência imersivas. A criatividade deve ajudar a entregar uma mensagem que transcenda apenas o esporte e que reflita a pluralidade daqueles que acompanham a competição.

E o caminho para fazer isso é por meio dos dispositivos móveis. Além de depender dos seus dispositivos para se manter atualizados, 41% dos brasileiros entrevistados afirmam que vão assistir aos replays das competições nestes mesmos dispositivos. As marcas devem ajudar as pessoas a se manterem conectadas aos jogos, com notícias e experiências que complementam essa necessidade.

O estudo qualitativo e quantitativo conduzido pela GfK ouviu 14.371 pessoas entre 18 e 55 anos, em 17 países incluindo Brasil, Argentina, Colômbia e México.

Seguem abaixo alguns outros dados:

  • 87% das pessoas no Brasil, e 87,2% dos Millenials do país que demonstram interesse nos jogos do Rio dizem que são melhor representados pela honra nacional do que pela fama pessoal;
  • 49% de pessoas no Brasil que demonstram interesse nos jogos do Rio dizem que os jogos são melhor representados pelo espírito de cidadania global do que pela vitória pessoa.

Fontes e Metodologia

  1. “Consumer Life (Roper Reports®)” por GfK (as respostas citadas são de pessoas entre 18 e 55 anos na Australia, Argentina, Brasil, Canadá, Colômbia, Alemanha, França, Reino Unido, Índia, Indonésia, Itália, Japão, Coréia do Sul, México, Polônia, Estados Unidos e África do Sul), 2015.
  2. E.g., “From Boston To Rio de Janeiro, Public Opinion Is Turning Against Olympics” pela Forbes, 7 de agosto de 2015.

Fonte (a não ser outra previamente especificada): “2016 Rio Olympics” por GfK (Estudo online comissionado pelo Facebook com 11.976 usuários do Facebook e 2.395 não-usuários do Facebook, com mais de 18 anos, na Australia, Argentina, Brasil, Canadá, Colômbia, Alemanha, França, Reino Unido, Índia, Indonésia, Itália, Japão, Coréia do Sul, México, Polônia, Estados Unidos e África do Sul), Mar 2016.

Definições

  • Achiever: Definido em uma pesquisa da GfK como “pessoa que dá grande importância a alcançar e exibir status social. Nessa busca, elas podem colocar seus próprios interesses a frente dos outros. Essas pessoas focam no dinheiro como uma maneira de mostrar que elas têm sucesso, assim como uma maneira de comprar coisas e expressar suas conquistas”.
  • Millenials mais novos: Pessoas com idade entre 18–25 (N=2.723 participantes globais do estudo)
  • Millennials mais velhos: Pessoas com idade entre 26–35 (N=4.610 participantes globais do estudo)
  • Geração X: Pessoas com idade entre 36–55 (N=7.038 participantes globais do estudo)
  • Pessoas entusiasmadas em relação a esportes: Pessoas que frequentam eventos esportivos mensalmente ou mais ou que escolhem entre 8-10 em uma escala descrevendo o quão fã de esportes elas são (1= não é fã, 10= super fã de esportes)
  • Não-fã de esportes: Pessoas que frequentam eventos esportivos menos de uma vez por mês ou nunca
Fonte: Fernanda Klüppel

mm

Otavio Miguel

Administrador e autor do site. Apaixonado pelo que faz e fiel a Deus. Aluno de Engenharia de Computação na UTFPR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: