COMPARTILHE ISSO

Você se lembra de quando é necessário colocar crédito no celular para realizar ligações e enviar SMS, além de utilizar o 3G? Então. Agora a Google Play tem isso também!recarga1

A partir de agora, o usuário não precisa ter cartão de crédito para poder consumir os milhões de filmes, jogos, músicas e aplicativos disponíveis na loja. Basta identificar um estabelecimento com o adesivo que estará disponível abaixo e pedir para um fazer um crédito nas opções disponíveis: 15, 30, 50 ou 100 reais. O atendente emitirá um recibo com um código para o usuário fazer o “resgate” do crédito no Google Play.Google Play Recarga - Adesivo utilizado nas bancas

O sistema usa as mesmas “maquininhas” que milhões de brasileiros estão acostumados a utilizar para fazer recarga de voz e dados em seus celulares pré-pagos. Até o fim de novembro, o Recarga Google Play estará disponível em 300 mil estabelecimentos distribuídos por todo o país, como padaria, bares, restaurantes, farmácias, mercadinhos, entre outros. Isso significa que a maioria das cidades com mais de 10 mil habitantes terão, pelo menos, um ponto de recarga do Google Play.

É a primeira vez que o Google lança um sistema desse tipo e com essa escala. O Recarga Google Play vem para acrescentar mais uma opção de pagamento para os usuários brasileiros que desde o ano passado já podem utilizar cartões de crédito locais e vales-presente (disponíveis em mais de 3.200 lojas) para consumir o conteúdo pago da loja.recarga2

Em novembro do ano passado, a empresa lançou vales-presente que, hoje, podem ser comprados em mais de 3.200 estabelecimentos e revertidos em créditos na loja virtual. Em menos de seis meses, os cartões do Google Play se tornaram os mais vendidos do país, de acordo com a Blackhawk, principal distribuidora de vales-presente, e ajudaram a mudar a forma como os brasileiros enxergam este tipo de pagamento. Entretanto, os vales-presente têm um alcance restrito aos grandes centros urbanos, onde estão instaladas a maioria das lojas das redes conveniadas.

Para atender aos 70% da população que vive em cidades com menos de 500 mil habitantes, a companhia lançou uma forma de pagamento inédita em sua história. A partir deste mês, os usuários poderão ir a um dos 300 mil estabelecimentos cadastrados (bancas de jornal, padarias, bares, mercearias, entre outros) e fazer uma recarga de créditos no Google Play, da mesma maneira que já estão acostumados a fazer para carregar planos de voz e dados em seus celulares pré-pagos.recarga3

O lançamento é importante para o Google porque disponibiliza uma forma de comprar créditos do Play que tem a ver com o dia a dia dos brasileiros. Segundo a Anatel, os aparelhos pré-pagos representam 75,6% da base de celulares ativos no país. Como a rede de recarga usada pelo novo sistema é a mesma dos celulares, a companhia conseguiu aumentar sensivelmente seu alcance.

Para usar o novo sistema, os potenciais clientes terão somente que encontrar um estabelecimento identificado com o adesivo “Recarga Google Play” – a empresa distribuiu mais de 500 mil deles – e informar ao atendente o quanto gostariam de “carregar” na loja, respeitando o valor mínimo de 15 reais. O sistema gera um recibo com um código para o usuário fazer o resgate do valor no Google Play. Os créditos podem ser usados para comprar qualquer tipo de conteúdo, como filmes, livros, revistas e até mesmo para assinar o serviço de streaming, que dá acesso a mais de 35 milhões de músicas, cobrando R$ 14,90 por mês.

Fonte: Google/Divulgação
Imagens: Google/Reprodução

mm

Otavio Miguel

Administrador e autor do site. Apaixonado pelo que faz e fiel a Deus. Aluno de Engenharia de Computação na UTFPR.

1 comentário

Na Google Play, Black Friday é Black Friday - Vidroid.com.br · 26 de novembro de 2015 às 20:28

[…] Se você não tem cartão de crédito para comprar e aproveitar, lembre-se de que agora a Google Play tem serviço de recarga! […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: