COMPARTILHE ISSO

Uma característica marcante do sistema Android é que ele evolui com frequência. Desde o seu lançamento, em 2008, 13 versões diferentes foram lançadas pelos desenvolvedores — ou seja, mais de um update por ano. A rapidez com que os sistemas são atualizados acompanham o mundo frenético de atualizações dos smartphones.

O sistema operacional, que atualmente é da Google, surgiu em 2003, uma época em que os celulares eram completamente diferentes do que são hoje. Andy Rubin, um dos fundadores, disse na época do lançamento que o Android proporcionaria dispositivos móveis mais inteligentes e que fossem cientes das preferências do seu dono.

No início, a empresa realizava seus projetos de maneira secreta para não chamar atenção de outras companhias. Em 2005, três anos antes do lançamento da primeira versão do sistema operacional, a Google comprou a Android Inc por US$ 50 milhões, e assim a gigante da tecnologia firmou parcerias com desenvolvedores de software e hardware para impulsionar o projeto.

Inicialmente, em 2006, a Google pretendia lançar a primeira versão do Android com teclado, mas a empresa resolveu mudar de planos após os lançamentos do iPhone e do LG Prada — que utilizavam o touchscreen. O jogo virou um ano mais tarde, quando foi formado o consórcio Open Hardset Alliance, com Samsung, HTC, Sony, Google e outras empresas liderando as ações.

O resultado foi rápido, em 2008, a primeira versão comercial do Android foi lançada em um celular HTC Dream, e junto vários aplicativos vieram para compor o sistema operacional, visto que a Google oferecia grandes prêmios para os desenvolvedores que priorizavam o Android.

Desde o lançamento da primeira versão, a Google tem mantido um padrão com nomes de doces das versões em ordem alfabética: Alpha (2008), Beta (2009), Cupcake (2009), Donut (2009), Eclair (2009), Froyo (2010), Gingerbread (2010), Honeycomb (2011), Ice Cream Sandwich (2011), Jelly Bean (2012), KitKat (2014), Lollipop (2014), Marshmallow (2015) e Nougat (2016).

Abaixo, confira as características e principais atualizações de todas as versões lançadas até hoje.

Android 1.0 (Alpha): A primeira versão, lançada junto com o HTC Dream, tinha navegador incluído, acesso à internet, reprodução de mídias e suporte à câmera. No entanto, muito diferente do que conhecemos atualmente em termos de desempenho e performance.

Android 1.1 (Battenberg): Apenas uma atualização da versão Alpha, não teve grandes updates além de corrigir bugs e algumas funcionalidades extras.

Android 1.5 (Cupcake): O primeiro grande avanço do Android aconteceu em 2009, com o Cupcake. Nele, já era permitido o uso em sistemas touchscreen, suporte a widgets, rotação automática e novas possibilidades em reprodutores de mídia.

Android 1.6 (Donut): Essa versão do Android já permitia uma boa experiência nas pesquisas de voz nos navegadores e em entrada de texto. No entanto, não houve tantas mudanças em relação ao Cupcake.

Android 2.0 (Eclair): Uma versão mais potente em relação ao Donut, o Eclair teve grandes melhorias na câmera. Nessa, a possibilidade de recursos como flash, zoom digital e efeitos de cor.

Android 2.2 (Froyo): Otimização de memória, desempenho e velocidade foram os principais tópicos de melhoria no Froyo. Com suporte a gif, upload e outras novidades, teve boas melhorias na internet.

Android 2.3 (Gingerbread): Com suporte a tecnologia NFC, novos efeitos em jogos e maior suporte para downloads, o Gingerbread também trouxe um melhor sistema de segurança para o Android.

Android 3.0 até 3.2 (Honeycomb): O suporte para processadores multi-core trouxe uma nova realidade para o Android. Com aceleração do hardware, a versatilidade veio à tona para o sistema operacional.

Android 4.0 (Ice Cream Sandwich): Uma das prioridades dessa versão era melhorar a câmera, e assim trouxe grandes vantagens. Lag zero, obturador, modo panorama e gravação de vídeo 1080p eram as principais novidades.

Android 4.1 (Jelly Bean): Essa versão trouxe uma praticidade antes não vista no Android. Funções de acordo com a pressão de toque na tela foram adicionadas, além de novo sistema de segurança e possibilidade de usar vários aplicativos mesmo em bateria baixa.

Android 4.4 (KitKat): Já imerso nas redes sociais, essa versão chegou com muitas melhorias para áudios e vídeos, com propósito de melhorar a experiência dos usuários em Whatsapp e Facebook.

Além disso, a evolução de funcionalidades de outros aplicativos em relação aos anos anteriores era perceptível. No aplicativo Android da PokerStars, por exemplo, desde então é possível conversar em chats e fazer outras atividades enquanto joga, e com bom desempenho dos processadores que foram otimizados nessa versão. Além disso, a melhoria de aplicativos próprios para multitarefa também foi evidente nessa versão, como por exemplo o Edge: Quick Actions e Multitasking. Ambos trouxeram a capacidade de realizar diversas funções de alta potência e, claro, com o bom funcionamento dependendo diretamente da capacidade do smartphone.

Já na versão Android do Netflix, o ambiente visual também é bem parecido com a versão desktop, o que traz a realidade dos desktops para a tela do smartphone. O YouTube também apresentou melhoras consideráveis com o KitKat.

Android 5.0 (Lollipop): Função de bloqueio inteligente, nova interface e alguns recursos extras, o Lollipop não trouxe tantas novidades além de otimizar o que foi feito nas versões anteriores.

Android 6.0 (Marshmallow): Nessa versão, lançada em 2015, veio a opção de usar tela em 4K para os aplicativos, além de novos recursos on tap, pequenas utilidades e adaptação de memória externa como parte da memória interna.

Android 7.0 (Nougat): Última versão lançada do Android, o Nougat traz encriptação narrativa, responder mensagens pela barra de navegação, novo painel de notificações e modelo de realidade virtual.

 

Imagens: iDeals | 7daysop Blog

mm

Otavio Miguel

Administrador e autor do site. Apaixonado pelo que faz e fiel a Deus. Aluno de Engenharia de Computação na UTFPR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: